Assembleia elege delegados para o XXIII CONFASUBRA

Coordenaram os trabalhos o presidente do ASSUFOP, Sérgio Neves, o vice-presidente, Felipe Martins, e a diretora Tatiana Hundrel.

Na tarde desta terça feira (17), no Centro de Convergência da UFOP, os trabalhadores técnico-administrativos da UFOP reunidos em assembleia geral elegeram a Chapa 01: Unidade e Luta  composta por 13 delegados que irão representar a entidade – por meio da Tese PS Livre – no XXIII CONFASUBRA, que o ocorre do dia 6 a 11 de maio, em Poços de Caldas-MG.

Não houve inscrição de outras chapas. Os delegados eleitos que compõem a chapa 01 são:

  • Sérgio Neves
  • Wanderley da Silva
  • Maurílio da Conceição
  • Tatiana Hundrel
  • Felipe Martins
  • Thiago Caldeira
  • Pedro Alexandre Gomes
  • Vicente de Paula Cândido
  • Hilton Timóteo
  • Jequiana Auxiliadora Lessa
  • Adilson Ribeiro
  • Francisco de Paula Coelho
  • Pedro Tomaz
  • Lourival Nunes (suplente)
O diretor da Fasubra, Rogério Marzola, esteve na assembleia para fiscalizar a votação.

O QUE É O CONFASUBRA?

Os técnico-administrativos das Instituições Federais de Ensino Superior, através de seus sindicatos de base, são filiados e representados pela FASUBRA – Federação dos Trabalhadores das Universidades Brasileiras. Trata-se da entidade responsável por encaminhar as reivindicações dos TAEs, negociando e dialogando com o Governo Federal. Faz parte do Estatuto da Entidade a realização de Congressos Nacionais a cada dois anos, para renovação da Diretoria Nacional. Em geral são realizados em dezembro,  com exceção de algum imprevisto, como é o caso do XXIII CONFASUBRA deste ano. O XXIII CONFASUBRA ocorrerá de 06 a 11 de maio, em Poços de Caldas – MG. Todos os sindicatos filiados podem enviar representantes, denominados delegados, os quais são escolhidos durante uma Assembleia Geral da categoria, com a presença de um diretor da Federação, a FASUBRA. Cada sindicato pode enviar 01 delegado a cada 100 técnico-administrativos da base.  Durante a assembleia – cuja pauta deve ser unicamente a escolha dessa representação – elege-se um delegado para cada 10 (dez) trabalhadores presentes na mesma. Tais candidatos a delegados devem se inscrever por chapa e, caso sejam eleitos, participam do Congresso com direito à voz e voto. A chapa deverá defender uma tese como veremos a seguir.

COMO FUNCIONA?

A Direção Nacional da FASUBRA é composta por coletivos sindicais. Grande parte dessas correntes é atrelada a algum partido político e com propostas para a classe trabalhadora que representam. Atualmente existem nove coletivos sindicais dentro da Federação: Sonhar e Lutar; PS LIVRE; Nós; Mais; Ressignificar; MES; CTB; Frente Base; CST Combate. Nos Congressos Eleitorais, como este que ocorrerá em maio, serão eleitos – de maneira proporcional aos votos obtidos por cada corrente –  os novos dirigentes, bem como a coordenação geral, com mandatos de dois anos podendo se reelegerem uma vez. Para isso, cada coletivo (corrente sindical) apresenta e defende sua tese, a qual contém todo o planejamento, lutas, reivindicações e o rumo que será dado pela Federação nos próximos 2 anos. As teses podem ser conferidas no site da FASUBRA (www.fasubra.org.br/), na aba ‘‘Teses’’.

COMPOSIÇÃO DAS CHAPAS

Para eleger delegados a chapa deverá que obter um número mínimo de 10% dos votos válidos. Isso caso haja duas chapas inscritas. Se houver um número maior de candidaturas, cada chapa terá de obter no mínimo 5% dos votos válidos para ter direito a eleger delegados. Tal método assegura a eleição de delegados proporcionalmente ao número de votos obtidos por cada chapa concorrente.  É neste sentido que se faz importantíssima a participação de um número expressivo de pessoas na Assembleia do ASSUFOP do dia 17/04 para dar mais legitimidade à escolha dos delegados e, consequentemente, à eleição proporcional da nova Direção da FASUBRA SINDICAL.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *